7.10.07

Poema

Bem vindos à Belíndia

Bem vindos à Belíndia
metrópole das elites
sertão dos coronéis
onde um sorriso tem preço
e um pão vale mais qu'ma vida
não se preocupem, caso ocorra um assalto -e irá-
estaremos seguros atrás de vidros blindados
e muralhas de indiferença
todos os mendigos são apenas atores para vossa diversão
é tudo apenas diversão!
não precisam alimentá-los, não sentem fome nem frio
mas se vossos filhos quiserem espancá-los...
à vontade

À sua direita o morro
habitat natural dos excluídos
parece um lugar ruim para morar, mas se o fosse
já teriam saído dali

E quando cansarem de ganhar dinheiro,
à esquerda fica nosso belo templo
repleto de lojas e artigos caros da moda,
esperamos que consigam preencher vosso vazio existencial

não, não, não
aqui não é Nova Iorque
mas melhoramos nossa imitação a cada dia que sobrevivemos
somos subnutridos, pobres e ignorantes
mas somos penta!

Um comentário:

barb michelen disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.