8.8.07

Poesia

Agora estou numa onda de poesias, por isso tem uma leva delas.

o bom cidadão

o bom cidadão tem uma familia
o bom cidadão tem um emprego
o mal cidadão faz greve

o bom cidadão verbas desvia
o mal cidadão reclama
,mas
o bom cidadão tem o imposto pago

o bom cidadão nao acredita em preconceito

o mal cidadão é à favor da paz
o bom cidadão tem uma arma em casa

eu você ele é morto pelo bom cidadão

o mal cidadão liberta
o bom cidadão é um assassino


eu sonhava uma noite, ou não
e assim que a vi, bela ninfa
senti levar embora meu coração
pela estrada que não finda

enquanto a sigo é que reparo
dona da pele mais macia
com um doce olhar me feria
quando a alcanço digo sem amparo

se és tão perfeita quanto a vejo,
ou são as lentes do amor
ou és o anjo que procuro em meus sonhos

se és a musa de Dante
me auxilia, me inspira
traz a mim os melhores versos


De manhã

Hoje o empresário acordou
teve seu café na cama
despediu-se da mulher e filhos
dirigiu o cadilac até sua empresa

o operário acordou cedo
tomou uma média na padaria
filho e mulher ainda estavam dormindo
pegou um ônibus para o trabalho

um mendigo não acordou
frio e fome o mataram
a noite passada
tudo bem, era só um mendigo

Um comentário:

Negrito disse...

Linkei vc lá no meu blog!!! Parabens seu blog é 10!!!

Se puder dar uma força e me linka aqui!!!!

Abraços