27.6.08

Uma breve história do futuro

Mais com carácter experimental, essa história narra o que poderia acontecer após a tradução de um poema num futuro em que tudo é artificial.

Clique para baixar

Ou para quem não quiser, basta clicar nas páginas e esperá-las abrirem:


6 comentários:

Lomyne disse...

Adoro crer que de alguma forma a poesia sempre vai sobreviver... Mesmo que em forma de rosa, se superaquecimento de sistema e de dilema, já que sobrevive o poema, mas nem nós, nem as rosas estarão lá... É divertido, mas é triste... E Cecília Meirelles é tudo! ;-)

Kelen disse...

O futuro esperado... A poesia da vida como fênix na não vida do existir sem ser... Renascer a partir dos fragmentos que constituem a efemeridade de papeis com palavras eternas... Futuramente enxergar calcando na busca da ideologia da poesia transformadora do corriqueiro futurístico, porém ainda assim sedento de uma razão para a existência bela na amplidão crescente do vago!
Adorei
Parabéns pela obra e pelo blog...

Comente o ultimo texto de Luciana R. Ficarei feliz em ter um comentario seu lá... bjos
http://banzooo.blogspot.com/

Marcelo disse...

Gustavo, não estou conesguindo abrir o arquivo do post. Manda em anexo para o meu e-mal do gmail?
prof.mleite@gmail.com
Abraços

Marcelo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Vlad disse...

Muito boas estas hqs Gusta, tomara que no futuro achem algo da Cecilia Meireles mesmo, porque se ao invés disso encontrarem primeiro um Cd da Wanessa Camargo ou um DVD da Dança do créu os Ets vão concluir que realmente não existe vida inteligente na Terra.

Miguel Andrade disse...

Bizarro! E fez minha imaginação voar!
Abraços